[Infográfico] 10 passos para melhorar seu Processo Criativo
, by : Margareth Domingues

Quando falamos sobre o processo criativo, não há receita, regras ou lições onde dizemos o que é certo ou errado, há sim, uma série de comportamentos que “facilitam” o processo criativo, e se forem implementados, podem ajudar e muito, a melhorar a nossa criatividade, organizar das ideias e melhorar a nossa produtividade.

Sem dúvida, há pessoas que são naturalmente criativas e sabem conduzir quase que intuitivamente seu processo de criação, mas isso tem a ver com os estímulos que teve em sua infância, vem do ambiente em que ela conviveu, como por exemplo: a sua escola, as interações com outras pessoas que a influenciaram, sua diversidade cultural, e mais uma série de outros fatores, que não cabem aqui nesse artigo.

Mas calma! Se você acha que não é uma pessoa criativa ou não domina esse processo, saiba, que existem comportamentos e atitudes que uma vez adotados, podem nos ajudar nesse desenvolvimento. Eles podem te ajudar a fugir do lugar comum, deixar sua mente enxergar conexões que até então você não fazia, e aproveitar todas as ideias, até mesmo as que te parecem ruins.



Mas para isso, você tem que tomar uma decisão: “mudar alguns dos seus comportamentos”!

Isso mesmo! Eles “abrem sua mente” e te ajudam a criar novas sinapses. E a primeira coisa que preciso que você entenda, é que, para criar algo que seja realmente bom, novo, inovador, você precisa seguir sua intuição, inspirar-se, e o mais importante: dar asas para sua imaginação.

Então dê uma olhada no infográfico abaixo, e veja quais atitudes e comportamentos, você já está colocando em prática e quais ainda precisa desenvolver pra melhorar seu processo criativo.

Este material possui direitos autorais e seu uso, deve ter a citação do nome do autor e site do autor.

10 PASSOS PARA MELHORAR O PROCESSO CRIATIVO

 
  1. DÊ OUVIDOS À SUA INTUIÇÃO

Sabe aquela voz interior que insiste em dizer qual o caminho certo a seguir? Normalmente está correta.

  1. EXPONHA AS SUAS IDEIAS!

Dividir uma ideia com a equipe ou pessoas fora de um projeto, ajuda a dar outras perspectivas e refinar uma ideia inicial.

  1. OBSERVE TUDO O QUE ESTÁ A SUA VOLTA!

Seja em uma atividade cultural, como ir ao cinema, ou em atividades cotidianas como ir na padaria.

Pense nas conexões que você poderá fazer a partir das imagens, cores comportamentos e tudo o mais que achou relevante, e faça analogias quando você for criar.



  1. COLOQUE SUAS IDEIAS NO PAPEL!

Ideias na cabeça desaparecem. Desenvolva o hábito de anotar, para que depois você possa expor, revisar, conectar, melhorar, abortar ou utilizar uma ideia.

  1. A DÚVIDA É PARCEIRA DA CRIATIVIDADE!

Não se condene, por estar inseguro ou em dúvida sobre uma ideia, pois é questionando e colocando os porquês, é que se valida uma boa ideia.

  1. DÊ UM TEMPO!

Soluções e respostas serão criadas em sua mente, sempre que você estiver abastecido com informações e estabelecer uma pausa, para que as conexões certas sejam feitas e novas sinapses sejam criadas.

  1. PEÇA FEEDBACK!

Antes de apresentar suas ideias finais para seu cliente, submeta seu projeto a outros membros da equipe ou pessoas de fora do projeto, para  que você possa verificar, se aquilo que criou, faz sentido para outras pessoas.

Caso precise, faça as mudanças, necessárias.

  1. VIBRE COM SEUS AVANÇOS!

Comemore todos os pequenos avanços do seu projeto.  Vibre sempre que sua ideia cresce, melhora, avança ou se aprimora.

Isso vai deixá-lo mais positivo e otimista em relação à sua criatividade.

  1. RELEIA AS SUAS ANOTAÇÕES!

Algo que você anotou lá no início do processo criativo, pode ter sido esquecido ou se perdido no meio do caminho.

Então revise tudo e veja se ainda é necessário fazer inclusões em seu projeto final.

  1. SAIBA A HORA DE PARAR!

Faz parte da natureza de quem trabalha com criação, achar que sua “obra” está inacabada. Nunca está suficientemente boa!

Saiba, que existem prazos e limites para sua criatividade e você deve estar consciente, que há o momento de criar e o momento de parar. Concentre-se no objetivo do seu projeto, e pare no momento em que este objetivo for alcançado.

Autor: Margareth Rodrigues Domingues

Fonte: Brain Pickings

Deixe uma resposta